O que são e como funcionam os fundos de investimento? - Grupo Ekto

O que são e como funcionam os fundos de investimento?

O que são e como funcionam os fundos de investimento?

Segundo o próprio site oficial do governo, “Fundo de Investimento é uma modalidade de investimento coletivo.” Trata-se, então, de uma estrutura formal que reúne os recursos de diversos investidores para aplicar no mercado financeiro de forma coletiva. Seguem regras de registro da CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e do próprio regimento do fundo, que define questões relacionadas à administração e precificação das cotas e taxas.

Para conhecer mais sobre os fundos de investimento confira nossas dicas!

 

Como funcionam?

Para entender os fundos de investimento pense no exemplo de um condomínio, onde cada morador tem o seu apartamento. Assim, paga-se uma mensalidade para a administração geral dos prédios, encarregando-a dos serviços de manutenção e da realização de melhorias nos espaços comuns.

Nos fundos de investimento a estratégia é parecida. Cada investidor participa com a sua cota. Assim, consegue reunir um valor mais alto para realizar os investimentos, que são administrados por gestores especializados no mercado financeiro. Esses profissionais recebem a missão de “cuidar” do montante, atualizando-se sobre as mudanças políticas e econômicas e tomando as melhores decisões para garantir a rentabilidade dos cotistas.

 

Taxas

Voltando ao exemplo do condomínio, o morador tem um ativo, que é o apartamento. No mundo dos fundos de investimentos, isso seria a cota. Já a mensalidade do condomínio são as taxas de administração, responsáveis por remunerar os gestores da carteira e custear outros serviços administrativos. Os valores são definidos de acordo com as próprias regras do fundo de investimento e não seguem um padrão comum, o que permite comparações entre opções diferentes para medir a viabilidade delas.

A taxa de performance é um valor cobrado em certos investimentos quando os resultados ultrapassam o limite estabelecido. Funciona como um tipo de bonificação para os gestores quando “as coisas dão muito certo”. Novamente, todos os valores devem constar no regimento próprio do fundo.

 

Tipos de fundos de investimentos

Os fundos abertos permitem ao cotista retirar o valor de seu investimento quando quiser. A entrada e a saída dos cotistas estão permitidas a menos que os gestores decidam barrar os novos investidores com o objetivo de gerar mais rentabilidade para os membros atuais.

Já os fundos fechados só permitem o resgate das cotas após o término do prazo estipulado para o investimento. Os gestores abrem um período de ingresso e, após o fechamento dele, não há autorização para entrada ou saída de membros.

Veja os principais exemplos de fundos de investimento:

 

Fundos de ações

Trata-se do investimento na bolsa de valores, mas sem adquirir diretamente a participação nas ações das empresas. Seguindo a estrutura dos fundos de investimento, é possível comprar cotas de rendas variáveis, deixando as escolhas a cargo do gestor.

 

Fundos de renda fixa

Esses fundos possuem carteiras de investimento bastante diversas, com títulos privados e públicos, por exemplo. São opções conhecidas pela segurança e pela boa oferta de rendimento aos investidores.

 

Fundos de Investimento Imobiliário

Investem na aquisição de ativos no mercado imobiliário, regidos pelos gestores gerais do fundo (tal qual em outras opções de investimentos desse tipo). Os recursos gerados pelas vendas de cotas podem ser empregados para a compra de imóveis rurais ou urbanos, construídos ou inacabados e até mesmo em negociações de Letras de Crédito Imobiliário, por exemplo.

 

Fundos cambiais

Trata-se das gestões da compra e venda de moedas, com ganhos justamente nas taxas cambiais. As mais comuns se referem à negociação de euro e dólar, já que elas dificilmente se desvalorizam muito no cenário internacional.

 

Fundos da Dívida Externa

Referem-se justamente à participação nos valores de empréstimos realizados externamente pelo Brasil.

 

O que saber antes de investir?

Em primeiro lugar, é necessário ter em mente o valor disponível para investir. A partir disso é possível definir a melhor opção para cada faixa de preço. Depois, pesquise bastante sobre cada fundo de investimento, verificando as condições e taxas da operação, além de projetar os ganhos.

 

Quer mais dicas para o mundo dos investimentos? Então continue pelo nosso blog!

HOME BROKER: o que é e quais as vantagens do investimento?

 

Encontre a melhor opção de investimento com a EKTO Grupo!

Acesse nosso site e escolha o investimento certo para você! Tudo com o apoio do nosso time de especialistas.

 

 

No Comments

Post A Comment

Solicitar Contato com a EKTO

Setor de Consórcios

Solicitar Contato com a EKTO

Setor de Investimentos

Solicitar Contato com a EKTO

Setor de Seguros

Solicitar Contato com a EKTO